O Silêncio da "Minha" Rua

28 fevereiro, 2010
Nota: o vocábulo minha encontra-se entre aspas para não virem com aqueles comentários «Ah e tal que deves achar que é só tua», «e tal e coiso que aqui não mandas nada» ... (:P) 

Nota2: O Silêncio Desta Rua?! Onde paira ele?! Após 2 segundos de pouco aprofundada reflexão, respondo: «Há noites em que muito pouco ou quase nada existe».

Aqueles que me são mais próximos sabem-no (e alguns até já presenciaram) que esta rua, principalmente à noite, tem tendência a ser um tanto ao quanto... barulhenta vá!! 
E porquê? Porque, maioritariamente, é "atravessada" por estudantes que têm como destino alguns dos "sítios in" da noite portuense. É verdade... e depois como regressam (aqueles que regressam - lol) desses tais "sítios in" já meios que alegremente alcoolizados, falam e riem-se num tom "moderadamente alto". Pronto, verdade seja dita, há muitos que cantam e berram como se não houvesse amanhã.
Mas acho bem... divirtam-se, que a vida é para isso mesmo!!!
Adiante...

Como se isto não bastasse, por volta das 7h da manhã lá vêm os funcionários do Pingo Doce trazer os produtos frescos (sim parece que, conforme a publicidade, há sempre produtos frescos). 
Ok, ok... é o vosso trabalho compreendo, mas podiam ser mais cuidadosos ao descarregar a mercadoria... Ah, e já agora (e sem querer ser demasiado exigente) baixar o som do rádio do camião... Boa?!

Não, ainda não termina aqui o meu queixume... 

E para além de tudo isto, ainda oiço, em alguns dias da semana às 8h30m da "matina", os caloiros da Faculdade de Farmácia da UP a cantar e a "puxar" pela sua faculdade com grande afinco e pujança (Go caloirada!). Está bem, vá... só se é caloiro uma vez na vida, mas «Oh pah... às 8h30?! Quando ainda posso dormir mais um bocadinho?!» - e eu que gosto sempre de ficar mais um bocadinho (até às últimas) no vale dos lençóis. 

(Já vou terminar) 

Sempre consegui lidar bem com o barulho e agitação desta rua (que é "a minha" - hihih), só que este ano está um pouco agitada demais (e isto porque não referi o pessoal de Erasmus - espanhóis e italianos - que também falam "baixinhoooooo").
Das três, quatro: ou os "sítios in" estão a fazer promoções de bebida e muito melhor frequentados; ou aumentaram os salários aos funciónarios do Pingo Doce e esses agora trabalham com mais alegria e dedicação; ou esta "geração" de caloiros anda a tratar bem a garganta e com vontade de expressar a alegria de terem entrado para a faculdade.
Seja como for, e já que parece que nem a chuva os pára, estou a pensar comprar uns tampões para os ouvidos, a ver se durmo uma noite inteirinha sem "interrupções". =P

É como diz o povo: Quem está mal que se mude! (assim é, assim será - sublinho e subscrevo)


Cumprimentos silenciosos

...

3 Buzinadelas:

Fresco_e_Fofo disse...

Dormi 22 anos com tampões nos ouvidos.
Mudei-me há cerca de um ano, com, pelo menos, 22 anos de atraso.
Nunca deveria ter ficado mais do que um mês naquela maldita casa.
Por isso é que agora não bato lá muito bem.

E porque é que, com mais de 20, ainda não tiraste a carta?
És loira? lololol

Peão disse...

Sou bem morena até... ainda não tirei não porque tenha chumbado, nem sequer cheguei a entrar numa escola de condução, mas por diversos factores: 1º é mais divertido, mais barato, e menos cansativo andar à boleia; 2º porque ainda não precisei realmente dela; 3º preguiça... muitaaa preguiça! Mas próximo Verão está prometido (ou talvez não) :P

Fresco_e_Fofo disse...

Ahahahahah.
E a Madeira é tão pequena, que se vê toda num dia e a pé ahahahahah.

Já passearam por aqui...